Como Sobreviver Ao Doutorado

30 Mar 2019 02:27
Tags

Back to list of posts

<h1>Qual &eacute; A Diferen&ccedil;a Entre Lato Sensu E Stricto Sensu?</h1>

<p>Os momentos depois de uma demiss&atilde;o trazem algumas quest&otilde;es: foi minha responsabilidade? N&atilde;o sou bom o suficiente? Brasileira Diz Como Passou No Doutorado De Stanford Aos vinte e cinco Anos mudado alguma coisa? Uma das angustiantes, todavia, fala do futuro: o que fazer agora? Quem est&aacute; desempregado pensa se tem que retornar a estudar —fazer um mestrado, por exemplo—, variar de &aacute;rea, abrir um neg&oacute;cio ou aceitar uma vaga que pague menos. A BBC Brasil consultou especialistas em carreira pra indagar cada uma destas quest&otilde;es e apontar o que &eacute; preciso opinar antes de tomar uma decis&atilde;o. Segundo os entrevistados, ao escolher cada caminho, &eacute; preciso deixar de lado o desespero e pensar sobre isso suas habilidades, defeitos e desejos, al&eacute;m das necessidades do mercado. Quais s&atilde;o suas qualidades?</p>

<p>No que precisa aperfei&ccedil;oar? E do que o mercado precisa hoje? M&aacute;rcia Damia, administradora e vice-coordenadora do Escrit&oacute;rio de Desenvolvimento de Carreiras da USP. Pra esta finalidade, dizem os especialistas, vale botar tudo no papel, buscar livros sobre isto e at&eacute; fazer testes de aptid&atilde;o pela internet. Procurar assist&ecirc;ncia profissional &eacute; outra op&ccedil;&atilde;o.</p>

<ol>
<li>Voc&ecirc; responde anualmente a procura de clima organizacional da Embratel</li>
<li>dois EM DEFESA DE ROBERTO LEAL</li>
<li>Em escolas particulares, no Ensino M&eacute;dio, de R$ mil a R$ 3,6 mil</li>
<li>5 N&uacute;cleo de Empreendedorismo UVA</li>
<li>6 Superiores de tecnologia</li>
<li>T&ecirc;m entendimento da sistem&aacute;tica adotada pra sua observa&ccedil;&atilde;o</li>
<li>1&ordm; Universidade de S&atilde;o Paulo (USP)</li>
<li>Monash University zoom_out_map</li>
</ol>

<p>Planejar as finan&ccedil;as assim como &eacute; necess&aacute;rio, para saber se o dinheiro guardado permite arriscar ou necessita de um novo emprego veloz. Leia abaixo as dicas dos entrevistados pra 4 perspectivas que passam pela cabe&ccedil;a de quem foi demitido. Irei estudar exatamente pra qu&ecirc;? Utens&iacute;lios E Dicas De Estudos Pra Jornalistas Concurseiros investir na gera&ccedil;&atilde;o, quem perdeu o emprego necessita se fazer essa pergunta, diz o professor de Economia da PUC-SP Leonardo Trevisan. Ele explica que cada curso vai conceder um retorno diferenciado e &eacute; necess&aacute;rio alinh&aacute;-los com os seus objetivos.</p>

<p>O mestrado, tais como, tem uma meta mais acad&ecirc;mica. Ele &eacute; indicado destinado a pessoas que querem pesquisar uma &aacute;rea do conhecimento ou que t&ecirc;m aspira&ccedil;&otilde;es docentes. Neste momento as especializa&ccedil;&otilde;es e MBAs s&atilde;o voltados pro mercado e podem carregar bons contatos profissionais. Al&eacute;m do mais, de nada adianta um desempregado estudar um assunto que considera primordial, entretanto que odeia, ou que n&atilde;o vai usar, diz a administradora Marcia Dama, do Escrit&oacute;rio de Desenvolvimento de Carreiras da USP.</p>

<p>Para quem n&atilde;o tem No decorrer dos Dois Dias De Programa&ccedil;&atilde;o , o professor Joel Dutra, Coordenador do Programa de Estudos em Gest&atilde;o de Pessoas da FIA (Funda&ccedil;&atilde;o Instituto de Administra&ccedil;&atilde;o), sugere cursos t&eacute;cnicos. Ele explica que, sem universidade, &eacute; penoso uma pessoa entrar em outro ramo de atividade, portanto precisa aperfei&ccedil;oar no seu. Todavia, a decis&atilde;o de se empenhar somente aos estudos necessita de cuidado, diz Leonardo Trevisan.</p>

<p>Permanecer fora do mercado pode ser prejudicial. Os especialistas lembram que mestrados e especializa&ccedil;&otilde;es n&atilde;o s&atilde;o as &uacute;nicas alternativas: cursos curtos (e gratuitos) e at&eacute; trabalhos volunt&aacute;rios podem oferecer novas habilidades. Cinco Pretextos Fortes Ajudam Voc&ecirc; A Conseguir Uma Promo&ccedil;&atilde;o de emprego &eacute; como variar de roupa, escolher outra carreira &eacute; variar de pele. A analogia do professor Leonardo Trevisan, do departamento de Economia da PUC-SP, serve pra declarar que entrar numa &aacute;rea completamente nova &eacute; uma decis&atilde;o complexa.</p>

<p>&Eacute; preciso come&ccedil;ar do zero e h&aacute; efeitos pela exist&ecirc;ncia pessoal. Desta maneira, antes de alterar, saiba se o setor desejado est&aacute; indo bem. Pra fazer a mudan&ccedil;a, o professor Joel Cunha, da FIA, diz que o melhor &eacute; apostar numa especializa&ccedil;&atilde;o. Come&ccedil;ar outra escola n&atilde;o seria a possibilidade mais inteligente.</p>

<p>Ele fornece um exemplo: uma pessoa que se formou em bioqu&iacute;mica e n&atilde;o descobre emprego, pode fazer uma p&oacute;s-gradua&ccedil;&atilde;o em administra&ccedil;&atilde;o e procurar emprego no setor farmac&ecirc;utico. Portanto, n&atilde;o desperdi&ccedil;a o discernimento que agora tem e abre mais portas. Apesar da dica, Cunha desaconselha transforma&ccedil;&otilde;es de carreira no decorrer da crise. Pela recess&atilde;o, diz, a l&oacute;gica da empresa &eacute; contratar pessoas que se estejam o mais pr&oacute;ximo de suas necessidades. Isto &eacute;, com a cria&ccedil;&atilde;o e experi&ecirc;ncias ideais. N&atilde;o seria boa hora pra iniciantes.</p>

<p>ABRIR O PR&Oacute;PRIO NEG&Oacute;CIO? Desejar de cozinhar ou n&atilde;o desejar ter um chefe n&atilde;o s&atilde;o, por si s&oacute;, bons motivos pra abrir um restaurante. Em vez disso, uma pessoa que queira come&ccedil;ar teu pr&oacute;prio neg&oacute;cio necessita desejar de solucionar problemas, estar disposto a estudar empreendedorismo e n&atilde;o ter humilha&ccedil;&atilde;o de fazer contatos. Segundo ele, neg&oacute;cios que n&atilde;o suprem necessidades espec&iacute;ficas n&atilde;o se sustentam.</p>

<p>Pra Nakagawa, o interessado em abrir um neg&oacute;cio assim como necessita aprender muito e fazer um planejamento detalhado. O professor aponta os cursos do Sebrae (Servi&ccedil;o Brasileiro de Suporte &agrave;s Micro e Pequenas Empresas) sobre o assunto empreendedorismo e aulas online para come&ccedil;ar a perceber o planejamento de cada setor. E destaca a importancia de discutir com empres&aacute;rios da mesma &aacute;rea, at&eacute; pra aprender o cotidiano do trabalho.</p>

76-cursos-online-gratuitos-que-empiezan-en-agosto.jpg

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License